Tinta que mata bactérias é a nova arma no combate às infecções hospitalares

A limpeza de um hospital é muito importante para o seu funcionamento, uma vez que muitos dos pacientes trazem consigo bactérias e vírus altamente patogênicos, enquanto outros se encontram com o sistema imunológico muito debilitando. Entretanto, o tráfego constante destes pacientes e funcionários também é a razão pela qual é difícil manter um hospital sempre limpo e higiênico. Mas uma nova tinta, produzida pela Sherwin-Williams, pode solucionar este problema, matando automaticamente as bactérias.

Chamada de Paint Shield (ou “Tinta Escudo”, em uma tradução literal), a tinta pode matar bactérias causadoras de infecções depois de apenas duas horas desde a exposição, de acordo com o fabricante, que afirma também que 99,9% dos germes podem ser eliminados das superfícies pintadas antes mesmo que a equipe de limpeza comece o seu trabalho. Portanto as bactérias que podem causar infecções são mortas e o crescimento de colônias é inibido. Além disso, o efeito da tinta pode durar 4 anos!

A Paint Shield vai atuar antes mesmo que os funcionários da limpeza comecem o seu trabalho.
A Paint Shield vai atuar antes mesmo que os funcionários da limpeza comecem o seu trabalho.

“A Paint Shield é uma das mais importantes descobertas tecnológicas em nossa história de quase 150 anos de inovações”, disse Chris Connor, o presidente e chefe executivo da Sherwin-Williams.

Para se ter uma noção do benefício que uma tinta como esta pode trazer, de acordo com dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês), 4% dos pacientes contraem ao menos uma infecção durante a sua estadia em um hospital dos EUA.

No momento a fabricante da tinta está trabalhando junto de cientistas e especialistas em microbiologia para que a tinta possa ser logo produzida e disponibilizada em 2016.

 A tinta será disponibilizada em quase 600 cores diferentes (para que você possa decorar o seu hospital da cor desejar 😉 ) e poderá ser aplicada em tetos, paredes e portas. O seu uso também não se restringe apenas a hospitais, mas será muito útil em unidades de saúde, creches, academias e asilos, por exemplo.

O objetivo principal da Paint Shield é combater as infecções hospitalares, agindo como mais uma ferramenta a serviço da higiene dos hospitais. Para isto, agora ela precisa ser testada em ambientes reais e atender às exigências de saúde e segurança. Assim que isto acontecer e ela for disponibilizada, poderemos ter hospitais mais seguros para pacientes e funcionários.

Fonte: Science Alert.

Igor Cunha

Biomédico, formado pela Faculdade do Espírito Santo - UNES, Mestre em Biociências e Biotecnologia na UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

Últimos posts por Igor Cunha (exibir todos)

Igor Cunha

Biomédico, formado pela Faculdade do Espírito Santo - UNES, Mestre em Biociências e Biotecnologia na UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

  • Mouzaniel Vieira rodrigues

    E quanto ao risco de intoxicação direta as pessoas, todos os tipos de tintas contem substancias químicas capazes de provocar variados tipos de reações ,nesse caso no próprio serviço de limpeza e claro os pacientes que no local se encontram hospi
    talizados?

    • Igor Cunha

      Isto realmente é algo que tem que ser testado, Mouzaniel! Mas a empresa que está trabalhando no projeto dessa tinta é uma fabricante reconhecida no ramo… Acredito que está fazendo todos os testes necessários.

%d blogueiros gostam disto: