A diferença entre a gripe e o resfriado

Quando se vê alguém com o nariz entupido, escorrendo ou espirrando, dizendo que está se sentindo mal, logo pensamos: “É gripe!”.

Mas é aí que você se engana, jovem padawan. Pode ser um resfriado! A gripe e o resfriado tem suas semelhanças, mas são enfermidades diferentes.

  • O resfriado

Geralmente é causado pelos vírus da família dos rinovírus, mas existem mais de 200 tipos de vírus que causam esta enfermidade.

A transmissão do vírus acontece pelo ar ou pelo contato físico, permitindo que ele entre no corpo pela boca, olhos e nariz.

Entre os sintomas mais comuns, estão a secreção nasal (coriza), espirro, dor de garganta e no corpo, tosse, cansaço leve e febre baixa.

O tratamento é feito com o objetivo de aliviar os sintomas, portanto pode incluir analgésicos e antitérmicos, mas beber muito líquido e lavar as narinas com soro fisiológico também ajuda bastante.

E  um último detalhe: não existe vacina para o resfriado.

Representação do vírus da gripe. Fonte da imagem: ColourBox
Representação do vírus da gripe. Foto: ColourBox.
  • A gripe

Geralmente é causada pelos vírus influenza A e B, apesar de não serem os únicos. Em 2005 aconteceu a epidemia de gripe aviária, causada pelo vírus H5N1 (quem se lembra das pessoas nos países asiáticos usando máscaras?), e em 2009 houve a epidemia pelo vírus H1N1, que deixou todos preocupados com a gripe suína (e usando máscaras novamente).

Pessoas procurando se proteger da epidemia de gripe aviária de 2005.
Pessoas procurando se proteger da epidemia de gripe aviária de 2005. Foto: Pichi Chuang/AP Photo.

A gripe é mais grave do que o resfriado e costuma acontecer em surtos, por isso as campanhas de vacinação acontecem em determinados períodos do ano, de forma a antecipar e evitar os surtos.

A transmissão é feita por via respiratória, através da inalação de partículas de secreções infectadas que estão suspensas no ar, vindas de espirros, por exemplo.

Entre os principais sintomas, estão a febre alta (mais de 38ºC), dores no corpo e de cabeça, mal estar e fraqueza, podendo causar tosse, dor de garganta e coriza.

Felizmente a gripe costuma melhorar em até 5 dias. Entretanto, em pessoas vulneráveis, como idosos com mais de 65 anos e crianças menores de 2 anos, ela pode durar mais tempo e evoluir para pneumonia. Quando a doença chega a este ponto, passa a ser chamada de gripe complicada.

O tratamento também é feito visando o alívio dos sintomas, portanto são indicados analgésicos e antitérmicos, além de repouso e ingestão de muito líquido.

A vacinação contra a gripe é feita anualmente pois o vírus sofre alterações periodicamente, tornando necessária a fabricação de uma nova vacina específica para este vírus “mais adaptado”.

 –  –  –  –  –  –  –  –  –  –  –  –  –  –

Para encerrar, fica um alerta: por serem de origem viral, antibióticos não funcionam no tratamento de gripe e resfriado! E vale salientar que estes medicamentos devem ser tomados sob prescrição médica. Não é necessário lembrar que o uso indiscriminado de antibióticos leva à resistência das bactérias a estes fármacos…

Fontes: Drauzio Varella, Minha Vida.

Igor Cunha

Biomédico, formado pela Faculdade do Espírito Santo - UNES, Mestre em Biociências e Biotecnologia na UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

Igor Cunha

Biomédico, formado pela Faculdade do Espírito Santo - UNES, Mestre em Biociências e Biotecnologia na UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

%d blogueiros gostam disto: