Os ácaros que vivem em seu rosto, provavelmente estão nos da sua família também

Para os minúsculos ácaros que vivem em nossos rostos, a escolha de um proprietário pode ser um assunto de família.

Os pesquisadores identificaram quatro linhagens microscópicas de ácaros Demodex folliculorum que viviam nas testas de 70 voluntários. As pessoas com diferentes ancestrais geográficos hospedavam diferentes misturas de ácaros. Os participantes de ascendência asiática e europeia abrigavam menos tipos de ácaros do que as pessoas com descendência latino-americana e africana. As diferenças, provavelmente, refletem padrões históricos de migração humana, como relatado pelos pesquisadores no dia 14 de dezembro na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

DEMODEX C0025649-Eyelash_mite,_SEM-SPL.jpg
Os ácaros Demodex folliculorum, que vivem sobre a pele humana, provavelmente evoluíram com seus hospedeiros ao longo do tempo. Fonte: Science News.

Dentro das famílias, pais e filhos adultos tendem a compartilhar ácaros com genes semelhantes, indicando que o D. folliculorum é transmitido por contato físico íntimo.

Os ácaros podem ter evoluído ao lado de seus hospedeiros durante milhões de anos, sugerem os pesquisadores. Estes ocupantes faciais poderiam ser utilizados para estudar as viagens globais dos seres humanos antigos.

Matéria traduzida originalmente da Science News.

Vinicius Mussi

Vinicius Mussi

Capixaba, graduado em Biomedicina, com especialização em Saúde Pública e mestre em Biociências e Biotecnologia pela UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.
Vinicius Mussi

Vinicius Mussi

Capixaba, graduado em Biomedicina, com especialização em Saúde Pública e mestre em Biociências e Biotecnologia pela UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

%d blogueiros gostam disto: