Um defeito imunológico foi detectado em camundongos nocautes

Os cientistas descobriram uma mutação numa linhagem de camundongos C57BL/6, o que poderia afetar os resultados de estudos que tem utilizado os animais, de acordo com informação da STAT News no dia 20 de maio. A mutação interrompe a função do gene DOCK2, causando efeitos imunes, como publicado na revista Cell Reports por pesquisadores do Instituto Ragon, em Cambridge, Massachusetts, e colegas.

“À luz destes resultados, estudos publicados envolvendo fenótipos imunes ou hematopoiéticos em que esses camundongos C57BL/6 têm sido utilizados como controles, como animais de experimentação ou para retrocruzamento precisam ser reinterpretados”, escreveram os autores em seu artigo.

knockout_mouse
Camundongo C57BL/6. Fonte: WIKIMEDIA, WUALEX.

Vinay Mahajan, do Instituto Ragon, e colegas observaram anteriormente um certo número de defeitos do sistema imunológico em camundongos geneticamente modificados possuindo um gene defeituoso SIAE, incluindo uma diminuição de células B da zona marginal e um aumento de células de memória T CD8+. Os pesquisadores retrocruzaram estes camundongos durante várias gerações com camundongos C57BL/6 adquiridos de um fornecedor de animais de laboratório e descobriram que os animais resultantes ainda possuíam o mesmo fenótipo imune.

Sequenciando genomas inteiros e examinando polimorfismos de nucleotídeo único (SNPs) destas linhagens de camundongos, os pesquisadores identificaram uma duplicação do gene DOCK2 no cromossomo 11, que foi responsável pelas alterações das funções imunes observadas.

Em um estudo de 2009, os pesquisadores descobriram duas outras linhagens de camundongos nocautes com mutações acidentais, o que resultou no desenvolvimento de células B com defeito.

Texto traduzido de The Scientist, por Vinicius de Oliveira Mussi.

Revisado por Igor Augusto G. Cunha.

Vinicius Mussi

Vinicius Mussi

Capixaba, graduado em Biomedicina, com especialização em Saúde Pública e mestre em Biociências e Biotecnologia pela UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.
Vinicius Mussi

Vinicius Mussi

Capixaba, graduado em Biomedicina, com especialização em Saúde Pública e mestre em Biociências e Biotecnologia pela UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

%d blogueiros gostam disto: