Cientistas compõem música com proteínas: ouça!

As proteínas são fundamentais para o funcionamento do nosso corpo. São os blocos de construção que formam os tecidos e orgãos. Geralmente os cientistas estudam as suas funções através de imagens e gráficos,  mas pesquisadores estão desenvolvendo uma nova forma de fazer essa análise: pela música.

Inspirados por uma pesquisa anterior que mapeou dados de som, os pesquisadores decidiram atribuir um tom e um ritmo a diferentes características de três proteínas, incluindo sua composição química, afinidade à água e estrutura. Então, usando um software de geração de melodias, os pesquisadores colocaram juntas as diferentes notas obtidas para criar melodias que poderiam ser tocadas em um piano (você pode ouvir abaixo!).

Para mostrar que essas representações sonoras eram tão boas quanto as visuais, os pesquisadores convidaram um grupo de participantes – em sua maioria estudantes que conheciam tanto de música quanto de proteínas – para ouvir as melodias e associá-las com as imagens das proteínas. Eles acertaram cerca de 70% das vezes, mesmo sem a ajuda visual das barras sincronizadas (como as letras de um karaokê). De acordo com a pesquisa, isso significa que as gravações podem permitir que outros pesquisadores usem seus ouvidos, juntamente com os seus olhos, para identificar padrões das proteínas que indicam doenças genéticas, como Alzheimer.

Ouça o som de uma proteína obtido pelos pesquisadores:

Fonte: R. P. Bywater et. al., Heliyon 2, 10 (20 de out. de 2016) Elsevier Limited

Matéria originalmente traduzida de Science.

Igor Cunha

Biomédico, formado pela Faculdade do Espírito Santo - UNES, Mestre em Biociências e Biotecnologia na UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

Igor Cunha

Biomédico, formado pela Faculdade do Espírito Santo - UNES, Mestre em Biociências e Biotecnologia na UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

%d blogueiros gostam disto: