Quer repelir mosquitos? Velas de citronela podem NÃO ser uma boa opção

Velas de citronela podem ser ótimas para mudar o estado de espírito, mas elas não são tão boas para outras coisas, como repelir mosquitos.

Essa é uma das conclusões de um novo estudo que testou 11 tipos de repelentes em mosquitos Aedes aegypti – os vetores de Zika, febre amarela, dengue e outras doenças. Para descobrir quais funcionavam melhor, os cientistas desenvolveram um teste de laboratório projetado para imitar as condições do quintal de alguém.

Um ser humano sentou-se em uma extremidade de um túnel de vento como “isca”, enquanto os cientistas mediram quantos mosquitos se moviam em direção ao alvo, dependendo de qual repelente era usado. Foram testados cinco sprays, cinco dispositivos portáteis e uma vela de citronela: um de cada vez.

Créditos: C. Bickel/Science.

A maioria não cumpriu as promessas em seus rótulos. A uma distância de 1 metro, os sprays de DEET e de óleo de eucalipto-limão reduziram a atração dos mosquitos em 60%. O único dispositivo portátil que funcionou foi um ventilador da OFF! contendo o inseticida metoflutrina.

O restante dos produtos tiveram um fraco efeito repelente ou não tiveram nenhuma proteção, de acordo com os cientistas na revista Journal of Insect Science. Dois dispositivos em particular foram criticados pelos cientistas: braceletes contendo extratos de ervas e repelentes de mosquitos sonoros, que afirmam usar som de alta frequência para afastar mosquitos.

Matéria originalmente traduzida da revista Science.

Vinicius Mussi

Vinicius Mussi

Capixaba, graduado em Biomedicina, com especialização em Saúde Pública e mestre em Biociências e Biotecnologia pela UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.
Vinicius Mussi

Vinicius Mussi

Capixaba, graduado em Biomedicina, com especialização em Saúde Pública e mestre em Biociências e Biotecnologia pela UENF – Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

%d blogueiros gostam disto: