EUA aprovam 1ª terapia genética para tratamento de câncer

Foi aprovado uma nova técnica contra o câncer, a CAR-T, desenvolvida pela empresa farmacêutica Novartis e a Universidade da Pensilvânia. A terapia reproduz as células sanguíneas do paciente e as modifica tornando-as capazes de detectar e destruir a leucemia infantil.

Esta terapia é realizada de forma individualizada para cada paciente. As próprias células T do paciente são coletadas, reprogramadas geneticamente e injetadas de volta ao organismo. A reprogramação envolve a inserção de um gene projetado artificialmente no genoma da célula T, o que ajuda as células reprogramadas geneticamente a encontrar e destruir células cancerígenas em todo o corpo. Assim podem seguir lutando contra as células malignas durante meses ou anos.

O médico Stephan Grupp do Hospital Pediátrico da Filadélfia foi o primeiro a tratar uma criança com a terapia CAR-T. Trata-se de uma menina que estava a ponto de morrer, mas que agora terá mais de cinco anos livre do câncer.

Fonte: ESTADÃO.

Juliana Dalbó

Juliana Dalbó

Biomédica, formada pela UNES - Faculdade do Espírito Santo, com especialização em Gestão em Saúde Pública e Meio Ambiente pela Universidade Cândido Mendes - UCAM. Atualmente cursa doutorado em Biotecnologia na Universidade do Espírito Santo pela RENORBIO - Rede Nordeste de Biotecnologia.
Juliana Dalbó

Últimos posts por Juliana Dalbó (exibir todos)

Juliana Dalbó

Biomédica, formada pela UNES – Faculdade do Espírito Santo, com especialização em Gestão em Saúde Pública e Meio Ambiente pela Universidade Cândido Mendes – UCAM. Atualmente cursa doutorado em Biotecnologia na Universidade do Espírito Santo pela RENORBIO – Rede Nordeste de Biotecnologia.

%d blogueiros gostam disto: