Estresse pode ser transmitido para a prole por meio do esperma

Um estudo realizado em camundongos mostrou que o esperma produzido por um pai estressado é capaz de transferir essa característica para sua prole.

Segundo Jennifer Chan, neuroendocrinologista da Universidade da Pensilvânia, ao estudar a cabeça do epidídimo (local onde os espermatozoides amadurecem), foi verificado que a falta de um sensor do hormônio do estresse, chamado de receptor de glicocorticóides, foi capaz de interromper a transmissão do stress.

Ao ter contato com o odor do predador, os camundongos com estresse crônico super produziram o hormônio do estresse, a corticosterona. Os camundongos que não possuíam este receptor no epidídimo tinham filhotes com respostas hormonais normais.

Já foi descrito na literatura que as células do epidídimo são capazes de liberar pequenos pacotes contendo RNA que podem se fundir no esperma, mudando a sua carga genética. Experimentos in vitro mostraram que o RNA pode ser alterado por meio da exposição crônica à corticosterona.

Com base nesses experimentos foi criada uma explicação para esse fato: ao ativar o receptor de glicocorticóides, o estresse modifica o RNA nas vesículas do epidídimo, fazendo com que as vesículas entreguem seu conteúdo alterado para o esperma, passando assim o estresse para a próxima geração.

Nos humanos, há vesículas semelhantes a essas no fluido seminal, mesmo após a ejaculação. O grupo de Chan agora está testando se os seres humanos possuem sinais similares de estresse nestas vesículas carregadas com RNA. Para esse estudo, está sendo utilizado sêmen de estudantes universitários.

Fontes:  Science NewsNeuroscience.

Vinicius Mussi

Vinicius Mussi

Capixaba, graduado em Biomedicina, com especialização em Saúde Pública e mestre em Biociências e Biotecnologia pela UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.
Vinicius Mussi

Vinicius Mussi

Capixaba, graduado em Biomedicina, com especialização em Saúde Pública e mestre em Biociências e Biotecnologia pela UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

%d blogueiros gostam disto: